fbpx

Documento Eletrônico de Transporte: ES lança projeto-piloto

Projeto permite unificar cerca de 20 documentos, e pretende diminuir a burocracia e aumentar o controle sobre as cargas.

Você já deve ter passado pelas longas horas de espera nos postos de fiscalizações, e ter que carregar a interminável lista de documentos necessários para seguir viagem. Você não é o único. A média de tempo em que um caminhão fica parado por causa da burocracia, no Brasil, é de 6 horas por viagem. Para reduzir esse problema, foi lançado no dia 27/05, o projeto-piloto Documento Eletrônico de Transporte (DT-e). A nova tecnologia permite a unificação de cerca de 20 documentos exigidos em operações de transporte de carga e vai permitir, além da agilização do processo, maior controle de cargas roubadas e sobre impostos sonegados.
A unificação dos documentos é feita por meio de um aplicativo, e a leitura dos dados, segundo o governo do estado, será realizada por meio de um chip acoplado ao caminhão, e vai fazer com que o motorista seja autorizado a prosseguir a viagem sem necessidade de parada para apresentação do documento. Ainda não há previsão sobre a implementação definitiva do Documento Eletrônico de Transporte, mas os testes com o sistema já foram iniciados.